quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

O movimento feminista no livro didático do MEC para 2020


Esta é a terceira de quatorze postagens que este blog apresenta sobre alguns temas abordados pelos livros didáticos recomendados pelo MEC (PNLD/2020) para os anos finais do Ensino Fundamental  (6º ao 9º ano), com validade de quatro anos: 2020 à 2023. 


Trata-se da primeira remessa de livros em conformidade com a versão homologada (dez/2017) da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para a Educação Infantil e o Ensino Fundamental, crianças de 0 a 14 anos. 

O objetivo desta postagem é mostrar a presença do feminismo no currículo dos anos finais Ensino Fundamental, através de páginas escolhidas em 10 livros diferentes de Língua Inglesa e Língua Portuguesa do PNLD/2020.  

Esta postagem, neste momento, não analisará pontualmente as páginas e imagens apresentadas, deixando essa tarefa por conta do leitor e dos especialistas em educação.  

A observação da existência de um modelo gradativo de ensino que vem desde a Educação Infantil permite supor que, ao final do Ensino Fundamental, os alunos terão conhecido as principais características de cada uma das três fases do Movimento Feminista.  








Esse conjunto de postagens (  ,  ) tem sido feito com apenas uma parte dos livros de Língua Inglesa e Língua Portuguesa do PNLD/2020. A parte restante destas duas disciplinas e também os livros das outras disciplinas serão analisados em outra oportunidade. 




Os livros vistos até agora são organizados em capítulos. Cada um deles, além de contemplar um aspecto gramatical é regido por um tema específico.  

Alguns dos temas recorrentes nos capítulos do 6º ao 9º ano são: fake news, aquecimento global, globalização, multiculturalismo, interculturalismo, gênero, feminismo, racismo, discriminação, cidadania global, direitos humanos, engajamento em protestos políticos, puberdade, refugiados, sustentabilidade, Agenda 2030 da Unesco, indigenismo, cultura e religiosidade afro-brasileira, além do politicamente correto.


Esses livros, portanto, fazem parte do edital de convovação 01/2018 SEB/MEC . A finalização do processo de escolha deu-se por meio da   Portaria nº 27/2020 SEB/MEC PNLD 2020 . Um processo que teve início no governo Temer e terminou no governo Bolsonaro.



Orley José da Silva, é professor em Goiânia, mestre em letras e linguística (UFG) e doutorando em ciências da religião (PUC Goiás).

Postagens relacionadas:










































































































Um comentário:

Leonardo Sakamoto é referência em livro didático do MEC para 2020

Esta é a sexta de uma série de 14 postagens que este blog realiza sobre ocorrências "questionáveis" nos livros didáticos recomend...